Exames devem apontar se corpos carbonizados são de vereadores

Publicado dia 16/03/2016 às 08h17min

Vereadores de Nova Guarita (MT) viajaram com destino a Cuiabá.

Os corpos de duas vítimas de um acidente na BR-163, em Nova Mutum, a 269 km de Cuiabá, nesta segunda-feira (14), foram submetidos a exames de necropsia e, se não for possível a identificação, já que ficaram carbonizados, devem ser identificados por meio de exames de DNA. Possivelmente, as vítimas sejam dois vereadores de Nova Guarita, a 667 km da capital, segundo a Polícia Civil.

Ludi Espíndola Zanatta (PT), 27 anos, e Moacir Kramer (PSB), 65 anos, saíram de Nova Guarita na manhã de segunda-feira com destino a Cuiabá em um carro que pertence à Câmara de Vereadores daquele município. Eles não chegaram ao destino.

De acordo com a delegada da Polícia Civil de Nova Mutum, Angelina de Andrade Ferreira, os vereadores só serão considerados mortos depois de exames. "Não temos a identificação, se realmente são dos vereadores, pois [os corpos] estão muito carbonizados. Tudo indica que sejam eles, porém, não podemos confirmar," explicou.

O carro em que as vítimas estavam bateu de frente com uma carreta que trafegava no sentido contrário na estrada e incendiou. O motorista da carreta não sofreu nenhum ferimento.

De acordo com o secretário administrativo da Câmara de Nova Guarita, Marcos Antônio, o presidente da Câmara, Jair Lazzarotto (PSB), e familiares dos vereadores foram para Nova Mutum, onde estão os corpos.

"O presidente está no local para procedimentos necessários. Os familiares também já se deslocaram para a cidade. Tudo indica que sejam eles, mas a perícia ainda está na área investigando o acidente," contou o secretário.

Segundo o presidente da Câmara Municipal de Nova Guarita, os dois parlamentares tinham reuniões marcadas na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), com o deputado federal Ságuas Moraes (PT) e outra na sede da Energisa.


Fonte G1 MT


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Notícia Vip, não reflete a opinião deste Portal.