Presidente da Câmara de Guarantã poderá sofrer CPI caso não apresente Prestação de Contas

Publicado dia 13/11/2017 às 17h37min | Atualizado dia 13/11/2017 às 17h40min

Vereador Zilmar Assis de Lima apresentou Requerimento solicitando a Prestação de Contas de doações, arrecadações e repasses feitos pelo atual Presidente do Legislativo quando a frente das campanhas e eventos em prol do Hospital de Câncer de MT..

Nos últimos meses uma série de acusações e denuncias foram feitas nas redes sociais em relação a possíveis irregularidades no processo de arrecadação e repasse de recursos financeiros em prol do Hospital de Câncer através de eventos (Leilões) realizados em Guarantã do Norte sob a organização do então parceiro, Sr. Celso Henrique Batista da Silva, atual Presidente da Câmara de Vereadores daquele município.

Diante da complexidade do assunto e da polêmica gerada, e por considerar que o fato pode culminar em desprestígio e descrédito político dos membros da Casa de Leis, o vereador Zilmar Assis de Lima protocolou junto a Mesa Diretora do Parlamento Municipal Guarantaense nesta segunda-feira (13) o Requerimento N. 895-2017, solicitando ao vereador-presidente que na época atuava como parceiro do Hospital de Câncer de Mato Grosso apresente aos nobres pares e conseqüentemente a sociedade organizada a prestação de contas devidamente acompanhada dos documentos, registros, dados comprobatórios, protocolos e os demais, que possam eliminar qualquer dúvida por parte daqueles que fazem doações voluntariamente e participam efetivamente dos eventos na expectativa e na certeza de que o dinheiro arrecadado seja disponibilizado ao hospital de forma literalmente transparente.

O vereador, Zilmar Assis de Lima, disse que elucidação dos fatos por quem está sendo acusado, neste caso, o vereador Celso Henrique Batista da Silva, irá evidenciar a sua responsabilidade política, social e cidadã, acreditando que ao desenvolver as atividades de parceiro do Hospital de Câncer de Mato Grosso, tenha se resguardado e se cercado de zelo no processo de registros de doações, receitas e despesas dos eventos, a fim de fazer valer o voluntarismo e a filantropia dos colaboradores-doadores e principalmente o acesso a todos os dados inerentes a este procedimento de grande relevância e que tem sido desenvolvido com extrema responsabilidade e transparência nos demais municípios do Vale do Peixoto em benefício desta casa de saúde, que por sua vez é referencia na área de oncologia no país.

Se acolhido o requerimento e a prestação de contas for apresentada pelo legislador municipal Guarantaense num breve período de tempo, poderão ser fundamentais para impedimento de medidas mais drásticas e legais como a abertura de procedimentos investigatórios na Justiça e até mesmo uma possível instauração de Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI, na Câmara Municipal.

“O que não pode ocorrer é a continuidade de menções nas redes sociais sobre este tema que macula não apenas o nosso parlamento, mas todo esforço que é feito em prol do Hospital de Câncer de Mato Grosso, que tem acolhido os cidadãos Guarantaenses acometidos por esta terrível doença. Precisamos deste posicionamento digno do Presidente desta Casa de Leis, afinal quem não deve não teme. Isso deve ser esclarecido com a máxima urgência”, disse o vereador Zilmar Assis de Lima.  


Fonte Redação


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Notícia Vip, não reflete a opinião deste Portal.