Notícia Vip

Estagiários da Prefeitura de Guarantã repudiam pronunciamento do Vereador Silvio Dutra

Publicado dia 08/08/2018 às 14h10min

Estagiários de diversas instituições educacionais dizem que parlamentar menosprezou a capacidade e inteligencia dos mais de 89 acadêmicos que atuam atualmente nas repartições públicas Guarantaenses.

Estagiários de diversas instituições de ensino superior de Guarantã do Norte demonstraram descontentamento com relação ao pronunciamento do Vereador Silvio Dutra durante uso da Tribuna Livre na última sessão ordinária do Poder Legislativo Municipal.

Para eles houve falta de respeito para com as cerca de 89 pessoas que atuam em diversos órgãos, secretarias e repartições públicas, quando o legislador põe em cheque a capacidade, compromisso e responsabilidade de cada acadêmico ao desenvolver suas atribuições de estágio e de serem remunerados legalmente pelo cumprimento de suas tarefas, que por sua vez são fiscalizadas e avaliadas cotidianamente pelos departamentos competentes da Prefeitura.

“Será que o vereador nos acha incapazes, que nosso estudo pedagógico e prático não supre as necessidades existentes em praticamente todas as áreas públicas, ou teremos que estagiar de graça quando temos gastos com materiais, mensalidades, alimentação, transporte, uniforme, etc. Existe respaldo jurídico. Realmente, na minha opinião esse legislador está agindo com foco político e não pensando nestes estagiários que amanhã estarão formados e deverão compor o quadro contratado ou até mesmo efetivo, quer seja da Prefeitura e até mesmo da Câmara. Para mim, isso é uma falta de consideração gigantesca, até por que, somos moradores de Guarantã do Norte e temos nossas famílias aqui”, reclamou uma estagiária que não quis ter seu nome revelado com receio de represálias.

Ela disse que o vereador Silvinho como é conhecido se contradiz ao cobrar da Administração Pública Municipal a realização de Processo Seletivo para contratação de estagiários, já que é um dos autores do Projeto de Resolução N. 002 de 20 de Março de 2018 que regulamentou no âmbito do Poder Legislativo Guarantaense o estágio em diferentes níveis de escolaridade e profissionalização, onde no Artigo 1º Parágrafo 2º estabelece: “A Diretoria Administrativa (Recursos Humanos) da Câmara de Vereadores competirá a coordenação de todo processo de seleção e cadastramento de estagiários e de todas as ofertas de estágio”.

“Ai refaço a pergunta e foi o questionamento do Vereador Silvinho na tribuna. Cadê o princípio da publicidade, isonomia e a meritocracidade. Na Casa de Leis dos nobres vereadores também não se aplica o Processo Seletivo. Neste caso, como cidadã posso dizer com absoluta certeza de que estão sendo aplicados o ditado e expressão popular - Dois pesos e duas Medidas - fica explicito um ato injusto e desonesto, sem o uso de imparcialidade ou isenção de juízos pessoais”, reclamou a Universitária.

Os estagiários que já estão atuando e dividem o espaço entre o estudo e o trabalho sem vínculos empregatícios na Prefeitura, e que necessitam desses vencimentos para as demandas acadêmicas, familiares e pessoais, pedem ao parlamentar que reveja suas falas e condutas para que prevaleça o bem comum da coletividade, pois a política é passageira e o estudo e a profissão são para toda vida.    


Fonte Redação


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Notícia Vip, não reflete a opinião deste Portal.