CPI do Palitó: Ex-Governador Silval reafirma que Pedro Satélite recebeu Mensalinho

Publicado dia 27/02/2018 às 16h59min | Atualizado dia 27/02/2018 às 17h12min

Parlamentar do nortão de Mato Grosso é citado na lista de deputados estaduais que recebiam dinheiro ilícito em troca de apoio político, aprovação de leis e contas de Governo.

O Ex-governador Silval Barbosa revelou durante depoimento na CPI do Palitó na Câmara Municipal de Cuiabá uma lista com nomes de deputados e ex-deputados que receberam o chamado ‘Mensalinho’.

Segundo ele, esses recursos foram captados junto as empresas que prestavam na época serviços ao Governo do Estado através do MT Integrado e ligadas a Petrobras.

Silval Barbosa voltou a reafirmar a participação de vários parlamentares estaduais no esquema acertado de R$ 600 mil em parcelas. Na CPI ele disse que uma comissão especial de deputados foi formada para essa tratativa específica, ou seja, a exigência de dinheiro em troca de apoio político e extorsão para que obras estaduais, inclusive, lançadas para a Copa de 2014, não fossem paralisadas.

Durante depoimento, no último dia 23 de fevereiro, Barbosa relatou aos vereadores Cuiabanos que existe um vídeo em que na reunião do Colégio de Líderes da Assembleia Legislativa, os deputados estariam arquitetando e planejando uma “extorsão” coletiva contra ele (Governador), fato que culminou na cobrança de propina no valor de R$ 600 mil para cada parlamentar, valor referente ao programa de pavimentação de rodovias Mato Grosso Integrado.

Além disso, Silval afirmou também que pagava cerca de R$ 50 mil de mensalinho para os deputados em troca de “apoio total” por meio de falta de fiscalização e aprovação de leis e contas de governo.

Um dos citamos é o deputado estadual do extremo norte, Pedro Satélite (PSD), que até então dizia jamais ter solicitado ou recebido “mensalinho” ou outro pagamento ilícito, e que ao longo dos mais de 20 anos de sua vida pública, nunca respondeu a qualquer processo eleitoral ou criminal.

Veja a lista divulgada e que também consta nos anexos da Delação Premiada do Ex-Governador Silval Barbosa e que novamente fora apresentada na CPI do Palitó no Poder Legislativo de Cuiabá:

Ademir Bruneto, Baiano Filho, Dilmar Dal Bosco, Antônio Azambuja, Ezequiel Fonseca, J. Barreto, João Malheiros, Luciane Bezerra, Luiz Marinho, Mauro Savi, Airton Português, José Riva, Romoaldo Júnior, Sebastião Rezende, Wagner Ramos, Walter Rabelo, José Domingos, Ondanir Bortolini, o Nininho, Pedro Satélite, Emanuel Pinheiro, Alexandre César e Gilmar Fabris.


Fonte Notícia Vip


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Notícia Vip, não reflete a opinião deste Portal.