Redes Sociais
Redes Sociais

Matupá

Semana da Justiça pela Paz em Casa e 12 Anos da Lei Maria da Penha

Poder Judiciário realizou programação especial no Bairro Cidade Alta com diversas atividades, ações e mobilizações.

Semana da Justiça
Foto: Divulgação

Dezenas de mulheres Matupaenses acolheram o convite do Poder Judiciário e estiveram presentes no último dia 24 de agosto na Escola Estadual Luíza Miotto localizada no Bairro Cidade Alta para participarem das atividades da ‘XI Semana da Justiça pela Paz em Casa’ e as comemorações dos 12 Anos da Lei Maria da Penha.

Os parceiros e apoiadores desta mobilização, Ministério Público Estadual, Ordem dos Advogados do Brasil, Centro de Referencia Especializado de Assistência Social e Delegacia de Polícia Judiciária Civil estiveram no dispositivo de honra e enalteceram a louvável iniciativa de articulação da rede protetiva e o serviço da justiça pelos direitos da mulher e proteção a família.  

A abertura foi feita pela Juíza de Direito Dra. Suelen Barizon que palestrou sobre esforço da Justiça para a realização mais célere de audiências e julgamentos dos processos ligados a Violência contra a Mulher, Crimes de Feminicídio, Medidas Protetivas e a efetividade da Lei Maria da Penha.

Na programação espaço para exercícios físicos visando propor a melhoria da qualidade de vida, bem estar e a longevidade. As técnicas de fácil execução no âmbito do lar ou do trabalho foram repassadas pela Fisioterapeuta Dra. Luana Furini.

Os Psicólogos Leandro Moura e Ana Paula Borges enfocaram a Convivência e Fortalecimento Familiar, o Empoderamento da Mulher e o Diálogo na Solução de Conflitos, além da importância da autovalorização e respeito próprio.

A Saúde da Mulher esteve em pauta na programação por meio de palestras sobre Prevenção do Câncer de Mama e Ginecológico, Doenças Metabólicas, Tireoide, Diabetes e Atitudes e Formas de se alcançar a Longevidade através das orientações das Médicas Endocrinologista, Dra. Geane Moron e Ginecologista Dra. Maíra Atallah Moreal.

Durante toda tarde de sexta-feira (24) foram prestadas consultorias e assistência jurídica com a OAB, audiências individualizadas com a Juíza de Direito e atendimentos na área de psicologia.

Um dos momentos mais especiais e de interação foi quando da realização da Oficina de Automaquiagem com a Maquiadora Luana Juchem, que deu muitas dicas sobre técnicas, truques e melhor aproveitamento e utilização dos materiais e produtos de beleza.

Após um pequeno intervalo com um delicioso coquetel serviço especialmente as mulheres Matupaenses. O evento foi encerrado com a participação especial de uma mulher ‘Amiga Rosi’ --- que deu um depoimento verídico dos mais de 10 anos de agressão, violência e maus tratos sofridos dentro do lar e pelo cometidos pelo próprio marido, até que se encorajou a denunciá-lo e buscar a rede de proteção. A vítima hoje é um exemplo de superação.

Por fim, a Promotora de Justiça Dra. Rebeca Santana Rego direcionou suas palavras e abordagens ao público sobre a violência doméstica, os aspectos jurídicos e instrumentos de prevenção e proteção, e, sobretudo a denúncia propriamente dita para coibir e até mesmo sessar a prática deste crime cada vez mais presente e constância no âmbito familiar brasileiro.

Comentários
Aviso legal: Todo e qualquer texto publicado na internet através do Notícia Vip , não reflete a opinião deste site ou de seus autores e são de inteira responsabilidade dos leitores que publicarem.

Peixoto de Azevedo

COOGAVEPE realiza hoje Assembleia Geral em Peixoto de Azevedo

Acontece logo mais as 19:00 horas no Pavilhão da Igreja Católica de Peixoto de Azevedo a Assembleia Geral Ordinária da COOGAVEPE.

COOGAVEPE realiza hoje Assembleia Geral em Peixoto de Azevedo
Foto: Divulgação

Acontece logo mais as 19:00 horas no Pavilhão da Igreja Católica de Peixoto de Azevedo a Assembleia Geral Ordinária da COOGAVEPE – Cooperativa de Garimpeiros do Vale do Rio Peixoto. Todos os mais de 5.600 cooperados de Peixoto de Azevedo, Matupá, Guarantã do Norte, Novo Mundo, Terra Nova do Norte e Nova Guarita estão sendo convocados pela Diretoria Executiva da instituição de classe.

Na oportunidade estarão em pauta:

- Prestação de Contas do Exercício 2018

- Apresentação dos Relatórios de Gestão Administrativa e Balanço Patrimonial

- Lançamento da Campanha Cooperado Premiado 2019

- Planejamento Estratégico e de Metas para o ano de 2019

- Assistência Técnica e Monitoramento em Projetos de Recuperação de Áreas

- Educação Ambiental, Saúde do Garimpeiro e Contribuição Individual ao INSS

- Parcerias Público Privadas no Setor de Mineração

- Cumprimento das Obrigatoriedades Ambientais e Fiscalização dos Órgãos Fiscalizadores

- Apresentação do Estatuto Social da Cooperativa de Garimpeiros

“É preciso que os cooperados se conscientizem de que uma assembleia é um trabalho coletivo e decisivo na busca do bem comum para a atividade garimpeira e para as comunidades. Ela Possibilita o intercambio de idéias e experiências, potencializa a produtividade da instituição e fortalece os princípios do cooperativismo. Precisamos da participação de todos para alavancar os empreendimentos minerais de uma forma organizada, legalizada, sustentável e capaz de gerar cada vez mais empregos, fomentação econômica e arrecadação tributária aos municípios, além de promover a valorização do trabalho do garimpeiro cooperado”, salientou o Presidente da COOGAVEPE, Gilson Gomes Camboim.   

Ao contrário das operações do IBAMA em outros estados da federação onde são apreendidas máquinas, efetuadas prisões de garimpeiros e destacadas multas exorbitantes devido ao desenvolvimento da extração mineral clandestina, na região de abrangência da Cooperativa de Garimpeiros em Mato Grosso, a instituição busca por meio de sua equipe administrativa, técnica ambiental, jurídica e de comunicação, instruir, orientar e dar legalidade as áreas a serem mineralizadas dentro dos preceitos da legislação ambiental vigente.

Desta forma garantindo não apenas o acesso aos licenciamentos, mas acompanhando o processo de recuperação dos passivos, funcionalidade do garimpo dentro dos padrões exigidos, prestando assistência social aos cooperados e promovendo pesquisas tecnológicas. Todos esses fatores são essenciais perante os órgãos competentes fiscalizadores, evitando que a informalidade do garimpeiro resulte em transtornos, perdas financeiras e maiores complicações no contexto judicial.

Continue Lendo

Brasil

Terceira e última superlua de 2019 poderá ser vista nesta quarta

Ela atinge o perigeu: ponto da órbita mais próximo da Terra.

Terceira e última superlua de 2019 poderá ser vista nesta quarta
Foto: Superlua

De tempos em tempos, a Lua parece maior. Ela atinge o perigeu: ponto da órbita mais próximo da Terra. A tudo isso chamamos de "superlua". A terceira e última do ano ocorre nesta quarta-feira (20) - junto com a chegada do outono.

- A Lua estará cheia às 22h43;

- O outono começa às 18h58;

- Distância da Lua da Terra: cerca de 360 mil quilômetros.

O termo "superlua" surgiu em 1979 e não é o que poderíamos chamar de um "conceito astronômico". Ele é usado fora do meio acadêmico para fazer referência à união do perigeu com a Lua cheia. Não é uma situação rara de apreciar, mas é uma excelente oportunidade para quem quer começar a observar o céu.

Neste ano, já ocorreram duas superluas: uma em 21 de janeiro e outra em 19 de fevereiro.

Detalhes importantes:

- A órbita da Lua ao redor da Terra tem forma elíptica - uma forma oval que aproxima e distancia o satélite do nosso planeta;

- O ponto mais distante dessa elipse é chamado apogeu. É quando acontece a Microlua;

- O ponto mais próximo é o perigeu;

- Quando a Lua está cheia e em seu perigeu (Superlua), ela pode parecer até 14% maior e 30% mais brilhante ao ser vista da Terra do que no momento do apogeu, segundo a Nasa.

Continue Lendo

BR 163

DNIT retoma obras de recuperação da BR-163 Matupá a Guarantã do Norte

Obras deverão estar concluídas em 90 dias segundo Engenheiros do DNIT.

DNIT retoma obras de recuperação da BR-163 Matupá a Guarantã do Norte
Foto: Obras na BR 163

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT, retomou as obras de restauração da rodovia BR-163 no trecho Ponte do Rio Peixoto Matupá sentido a Guarantã do Norte na divisa com o estado do Pará.

A empreiteira Vilaza Construtora está responsável pelos serviços de fresagem, ou seja, a remoção e reciclagem do pavimento danificado para posterior aplicação de nova capa asfáltica em todos os pontos mais críticos da pista.

Este é um processo de reconstrução parcial da estrutura do pavimento. Pelas informações dos engenheiros da Vilaza, o trecho da BR-163 Matupá-Guarantã do Norte deverá estar revitalizado integralmente em 90 dias, onde os trabalhos executados tornarão a estrutura do pavimento mais uniforme e resistente, tendo em vista o grande fluxo de tráfego de veículos pesados que fazem o transporte de grãos do Vale do Peixoto.

Homens e máquinas trabalham para revitalizar a rodovia Cuiabá-Santarém e o DNIT já passou por Terra Nova do Norte, Peixoto de Azevedo e agora Matupá e Guarantã do Norte.

Nestes trechos são observados o aumento de buracos, ondulações, deterioração do asfalto, erosões as margens da pista, entre outros problemas que deverão ser sanados.

Os condutores de veículos que utilizam a Cuiabá-Santarém acreditam que este trabalho desenvolvido pelo DNIT seja de melhor qualidade, garantindo assim sua maior durabilidade, fator positivo para fluidez e segurança na BR-163 na ligação dos municípios de Peixoto de Azevedo, Matupá e Guarantã do Norte.

Aproveitando ao máximo o breve período de estiagem as obras prosseguirão e é importante que os motoristas fiquem atentos e respeitem a sinalização orientativa de trânsito que está sendo controlado pelo sistema Pare e Siga. As obras acontecem neste momento nas imediações da Ponte do Rio Peixoto e entrada do Frigorífico Frialto.

Continue Lendo

Mais Vistas