Semana da Justiça pela Paz em Casa e 12 Anos da Lei Maria da Penha

Publicado dia 27/08/2018 às 11h54min

Poder Judiciário realizou programação especial no Bairro Cidade Alta com diversas atividades, ações e mobilizações.

Dezenas de mulheres Matupaenses acolheram o convite do Poder Judiciário e estiveram presentes no último dia 24 de agosto na Escola Estadual Luíza Miotto localizada no Bairro Cidade Alta para participarem das atividades da ‘XI Semana da Justiça pela Paz em Casa’ e as comemorações dos 12 Anos da Lei Maria da Penha.

Os parceiros e apoiadores desta mobilização, Ministério Público Estadual, Ordem dos Advogados do Brasil, Centro de Referencia Especializado de Assistência Social e Delegacia de Polícia Judiciária Civil estiveram no dispositivo de honra e enalteceram a louvável iniciativa de articulação da rede protetiva e o serviço da justiça pelos direitos da mulher e proteção a família.  

A abertura foi feita pela Juíza de Direito Dra. Suelen Barizon que palestrou sobre esforço da Justiça para a realização mais célere de audiências e julgamentos dos processos ligados a Violência contra a Mulher, Crimes de Feminicídio, Medidas Protetivas e a efetividade da Lei Maria da Penha.

Na programação espaço para exercícios físicos visando propor a melhoria da qualidade de vida, bem estar e a longevidade. As técnicas de fácil execução no âmbito do lar ou do trabalho foram repassadas pela Fisioterapeuta Dra. Luana Furini.

Os Psicólogos Leandro Moura e Ana Paula Borges enfocaram a Convivência e Fortalecimento Familiar, o Empoderamento da Mulher e o Diálogo na Solução de Conflitos, além da importância da autovalorização e respeito próprio.

A Saúde da Mulher esteve em pauta na programação por meio de palestras sobre Prevenção do Câncer de Mama e Ginecológico, Doenças Metabólicas, Tireoide, Diabetes e Atitudes e Formas de se alcançar a Longevidade através das orientações das Médicas Endocrinologista, Dra. Geane Moron e Ginecologista Dra. Maíra Atallah Moreal.

Durante toda tarde de sexta-feira (24) foram prestadas consultorias e assistência jurídica com a OAB, audiências individualizadas com a Juíza de Direito e atendimentos na área de psicologia.

Um dos momentos mais especiais e de interação foi quando da realização da Oficina de Automaquiagem com a Maquiadora Luana Juchem, que deu muitas dicas sobre técnicas, truques e melhor aproveitamento e utilização dos materiais e produtos de beleza.

Após um pequeno intervalo com um delicioso coquetel serviço especialmente as mulheres Matupaenses. O evento foi encerrado com a participação especial de uma mulher ‘Amiga Rosi’ --- que deu um depoimento verídico dos mais de 10 anos de agressão, violência e maus tratos sofridos dentro do lar e pelo cometidos pelo próprio marido, até que se encorajou a denunciá-lo e buscar a rede de proteção. A vítima hoje é um exemplo de superação.

Por fim, a Promotora de Justiça Dra. Rebeca Santana Rego direcionou suas palavras e abordagens ao público sobre a violência doméstica, os aspectos jurídicos e instrumentos de prevenção e proteção, e, sobretudo a denúncia propriamente dita para coibir e até mesmo sessar a prática deste crime cada vez mais presente e constância no âmbito familiar brasileiro.


Fonte Notícia Vip


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Notícia Vip, não reflete a opinião deste Portal.