Estudantes cobram explicação do Governo de MT e Dep. Pedro Satélite sobre a ETE

Publicado dia 31/08/2018 às 14h57min

Obras de Construção da Escola Técnica de Matupá estão paralisadas e Emenda Parlamentar se quer foi liberada pelo Governo do Estado.

Os jovens que estão cursando o ensino médio na região do Vale do Peixoto estão frustrados com relação a promessa do Governador Pedro Taques e do Deputado Estadual Pedro Satélite que estiveram visitando por três vezes as obras de construção da Escola Técnica Estadual de Matupá-MT, na época ocorreu o primeiro anuncio de que a inauguração estava prevista para meados de abril e posteriormente protelado para outubro de 2018, algo que literalmente não irá ocorrer pois a empreiteira paralisou há alguns meses os serviços por falta de repasse governamental, e até mesmo a emenda parlamentar no valor de R$ 500.000,00 amplamente divulgada pelo Deputado Pedro Satélite, se quer foi cogitada de ser liberada.

Naquela oportunidade estiveram presentes secretários de estado, deputados estaduais e o próprio Governador Pedro Taques, que inclusive em uma das ocasiões almoçou com todas as Diretoras das Escolas Públicas Estaduais da cidade de Matupá.

“Pura politicagem. As obras estão paralisadas e não existe um operário no local, e se quer o Governo do Estado através da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia e o próprio deputado, que se diz representante do nortão, foi a imprensa para se justificar. Posteriormente ficamos sabendo que não tem um centavo de emenda parlamentar liberada, quer seja para obra ou aparelhamento. Enquanto isso, nós jovens de Matupá, Peixoto de Azevedo, Guarantã do Norte, Novo Mundo, Nova Guarita e União do Norte, concluiremos o ensino médio sem poder contar com uma escola técnica profissionalizante para nos preparar para o 1º emprego”, comentou o aluno, Marlon Augusto Bregolli.

A população do Portal da Amazônia cobra do Governo de Mato Grosso e do Legislador Estadual que tem a sua base eleitoral nesta região, que se comprometam e que apresentem as justificativas, pois o reflexo deste descaso poderá ocorrer nas eleições de outubro de 2018, diante do descontentamento e descrédito político cada vez mais latente no seio da sociedade.

A estrutura física da Escola Técnica de Matupá segue o padrão federal, com dois pavimentos divididos em seis laboratórios profissionalizantes, 12 salas de aulas, auditório, biblioteca, teatro, refeitório, área de convivência, ginásio poliesportivo coberto, setor administrativo e estacionamento.

Depois de concluído terá capacidade de receber 1.600l estudantes nos períodos matutino, vespertino e noturno. Mas enquanto isso observa-se o crescimento de ervas daninhas e a evolução de pombos sobre a cobertura da futura ETE Matupaense.


Fonte Redação


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Notícia Vip, não reflete a opinião deste Portal.