Notícia Vip

MMA e o DNIT confirmam autorização para Licenciamentos Ambientais da BR-080

Publicado dia 05/10/2018 às 08h50min

Prefeito de Matupá, Valtinho Miotto, recebe documento oficializando a autorização de Licenciamentos Ambientais para obras de pavimentação da MT-322 (Antiga BR-80) ligando o nortão a BR-158 na região do Araguaia.

Durante reunião política realizada na região Vale do Peixoto, o Senador da República, Wellington Fagundes, informou aos prefeitos, vereadores, empresários, associações de produtores, cooperativas de garimpeiros, sindicatos rurais, organizações não governamentais, lideranças políticas e eclesiásticas, representantes de clubes de serviços, entidades e a imprensa regional sobre a emissão do documento oficial do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) com o parecer favorável do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio) para a pavimentação da BR-080, ligando Ribeirão Cascalheira (MT) a Luiz Alves (GO).

O parecer é fundamental para o Licenciamento Ambiental da obra, que deve pavimentar 190 km permitindo o asfaltamento do trecho entre Matupá e a BR-158, “cortando” o Parque Nacional do Xingú fazendo uma estratégica ligação do nortão de Mato Grosso a Região do Araguaia, bem como a Ferrovia Norte-Sul e o Porto de Itaqui, no Maranhão, onde está o maior terminal graneleiro do país.

Ao receber a cópia do parecer do Ministério do Meio Ambiente e o despacho do DNIT, o Prefeito de Matupá, Valtinho Miotto, disse a nossa reportagem que os recursos estão garantidos por emenda da bancada de Mato Grosso.

Para a pavimentação, o projeto elaborado pelo DNIT levou em consideração as unidades de conservação ao longo da rodovia, como é o caso da Área de Proteção Ambiental dos Meandros do Rio Araguaia, além de refúgios da vida selvagem e de áreas úmidas.

No Plano Nacional de Viação (PNV) a atual MT-322 que deverá ser novamente federalizada (BR-080) possui 1850 quilômetros, entre Brasília (DF) e Guajará-Mirim (RO). Pelo traçado, após toda pavimentada, sairá da capital federal, passará pelos municípios de Luiz Alves (GO), Alô Brasil, São José do Xingu, Matupá, Alta Floresta, Nova Monte Verde, Cotriguaçu e Colniza (MT), Nova União, Machadinho D'Oeste, Ariquemes e Guajará-Mirim (RO).

Depois de concluída toda a pavimentação, pontes e obras de artes será facilitado o acesso da produção agrícola de Mato Grosso para o porto de Itaqui (MA), via Tocantins, ou para Porto de Lima, no Perú, barateando os custos com exportação, via Oceano Pacífico.


Fonte Notícia Vip


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Notícia Vip, não reflete a opinião deste Portal.