Família de bebê que nasceu com cérebro exposto denuncia descaso da SES/MT

Publicado dia 08/05/2017 às 12h04min | Atualizado dia 08/05/2017 às 12h33min

Bebê está a 14 dias no Hospital Regional de Peixoto aguardando a disponibilização de um Leito Especializado com atendimento de Neurocirurgião e reconstrução da Calota Craniana.

A nossa equipe de reportagem foi acionada pela família da jovem Cristina Carla da Silva (22) que há exatamente 14 dias deu a luz a uma bebê nascida de parto normal com 2.6 kg no Hospital Municipal de Terra Nova do Norte.

A pequena V.I nasceu com cérebro exposto devido à má-formação dos ossos da cabeça. Diante da complexidade da situação, o médico fez o encaminhamento do bebê para o Hospital Referencial do Vale do Peixoto, neste caso, o Hospital Regional de Peixoto de Azevedo.

Mesmo com avaliação e exames que apontavam que a criança teria pouco tempo de vida e desafiando a ciência, a bebê ganhou peso, hoje com mais de 3 kg e reagindo bem aos tratamentos e acompanhamento do Médico Dr. José Agnaldo Paranhos.

Em contrapartida a criança precisa urgentemente de um Leito Especializado de UTI com acompanhamento de um Neurocirurgião e deverá ser submetida a procedimento cirúrgico para reconstrução da calota craniana.

A família já acionou o Ministério Público Estadual através da Promotoria de Justiça de Peixoto de Azevedo que já judicializou o caso junto a Secretaria de Estado de Saúde e o Governo de Mato Grosso, porém a mesma alega descaso, omissão e desinteresse no que tange a viabilização urgente de uma UTI com atendimento especializado para o bebê V.I, que está internada há 14 dias no Hospital Regional, que por sua vez não dispõe de estrutura e serviços mais avançados diante da complexidade da doença.

Informações constatadas pelos familiares dão conta de que duas crianças gêmeas e uma indígena deram entrada no HR com necessidade de encaminhamento urgente para Leito de UTI e conseguiram com maior celeridade junto a SES/MT. Eles cobram o acolhimento da notificação do MPE em favor da vida do bebê de apenas 14 dias de vida e que vem se desenvolvendo a cada dia surpreendendo os médicos da Casa de Saúde e dando mais esperança para pais e familiares.

Praticamente uma força tarefa está sendo feita pela Central de Regulação, porém não houve uma resposta positiva por parte da SES/MT sobre a disposição de um Leito de UTI.


Fonte Notícia Vip


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Notícia Vip, não reflete a opinião deste Portal.