Esposa é autuada pela morte de policial militar em Peixoto de Azevedo

Publicado dia 06/12/2017 às 10h59min

O policial foi alvejado por disparos de arma de fogo na cabeça e na região do tórax.

A Polícia Civil autuou, em flagrante, por crime de homicídio qualificado, uma mulher, de 23 anos, pelo assassinato do policial militar, Moshe Dayan Simão Kaveski, 28 anos, segunda-feira, no Distrito de União do Norte, município de Peixoto de Azevedo (197 quilômetros de Sinop). O policial foi alvejado por disparos de arma de fogo na cabeça e na região do tórax.

A mulher era companheira da vítima e, inicialmente, informou que ambos foram abordados por uma pessoa baixa, gorda, vestindo roupas escuras. Depois, mudou a versão e contou que eram duas pessoas e que inclusive teria subtraindo os aparelhos celulares, tanto seu quanto do companheiro. No entanto, o celular da vítima foi encontrado próximo ao muro da residência.

O delegado de Polícia Civil, Israel Pirangi Santos, disse que houve muita divergência nas versões apresentadas e que não há sinais de luta corporal, apesar de a mulher informar que teria ocorrido.

Conforme o delegado, um dos disparos foi encostado e teria ocorrido no momento que a vítima estava agachada, soltando o cachorro da casa. Também há informações de discussão do casal horas antes.

De acordo com a assessoria da Polícia Civil, outro ponto que contribuiu para convicção da autuação foi o fato da mulher costumar portar a arma da vítima, em sua bolsa, como no momento dos fatos. Outro motivo é o fato da vítima estar embriagada e trajando bermuda e não ter notícias de que houve movimentação de motos no local ou latidos de cachorros.

Em relação ao homem que foi conduzido junto com a mulher à delegacia, não houve elementos para presumir eventual participação dele na morte do policial. O caso continua sendo investigado.


Fonte Só Notícias


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Notícia Vip, não reflete a opinião deste Portal.