Redes Sociais
Redes Sociais

Policial

Estudante é internado na UTI após participar do 'desafio do desodorante'

O desafio possui duas modalidades: inalar o produto pelo maior tempo que a pessoa suportar ou aplicar diretamente na pele também pelo tempo máximo.

Spray
Foto: Divulgação

Um estudante de uma escola particular, no bairro Ipase, em Várzea Grande, precisou ser internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), após participar do ‘desafio do desodorante’. A escola disse que está acompanhando o caso, mas preferiu não se manifestar.

O ‘desafio do desodorante’ possui duas modalidades: inalar o produto pelo maior tempo que a pessoa suportar ou aplicar diretamente na pele também pelo tempo máximo. Em um caso recente no país, uma criança de sete anos morreu por inalar o spray.

Ao Olhar Direto, a direção da escola disse que está acompanhado o caso, e que palestras estão sendo feitas em parceria com a Polícia Militar. Ela preferiu não comentar o caso por respeito aos pais do aluno.

A assessoria de imprensa da Polícia Judiciária Civil disse ainda não ter conhecimento do fato.

No YouTube existem diversos vídeos que do desafio, onde os youtubers convidam as pessoas a acionarem o spray bem próximo à pele, até “gelar”. A prática, no entanto, pode causar queimaduras e ferimentos graves. Outra forma é inalar o produto. Sabendo-se que a maioria dos desodorantes é fabricada com substâncias químicas consideradas antissépticas — capazes de reduzir odores e inibir a produção do mau cheiro — como o ácido clorídrico, há grandes riscos para a saúde.

Caso parecido

Adrielly Gonçalves, 7 anos, morreu depois de inalar desodorante aerossol em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. Segundo parentes da criança, ela espirrou desodorante no rosto por ter visto pessoas fazendo o mesmo em vídeos divulgados na internet, no chamado “desafio do desodorante”.

Comentários
Aviso Legal: Qualquer texto publicado na internet através doNotícia Vip , does not reflect the opinion of this site or its authors and is the responsibility of the readers that publish.

Brasil

Terceira e última superlua de 2019 poderá ser vista nesta quarta

Ela atinge o perigeu: ponto da órbita mais próximo da Terra.

Terceira e última superlua de 2019 poderá ser vista nesta quarta
Foto: Superlua

De tempos em tempos, a Lua parece maior. Ela atinge o perigeu: ponto da órbita mais próximo da Terra. A tudo isso chamamos de "superlua". A terceira e última do ano ocorre nesta quarta-feira (20) - junto com a chegada do outono.

- A Lua estará cheia às 22h43;

- O outono começa às 18h58;

- Distância da Lua da Terra: cerca de 360 mil quilômetros.

O termo "superlua" surgiu em 1979 e não é o que poderíamos chamar de um "conceito astronômico". Ele é usado fora do meio acadêmico para fazer referência à união do perigeu com a Lua cheia. Não é uma situação rara de apreciar, mas é uma excelente oportunidade para quem quer começar a observar o céu.

Neste ano, já ocorreram duas superluas: uma em 21 de janeiro e outra em 19 de fevereiro.

Detalhes importantes:

- A órbita da Lua ao redor da Terra tem forma elíptica - uma forma oval que aproxima e distancia o satélite do nosso planeta;

- O ponto mais distante dessa elipse é chamado apogeu. É quando acontece a Microlua;

- O ponto mais próximo é o perigeu;

- Quando a Lua está cheia e em seu perigeu (Superlua), ela pode parecer até 14% maior e 30% mais brilhante ao ser vista da Terra do que no momento do apogeu, segundo a Nasa.

Continue Lendo

BR 163

DNIT retoma obras de recuperação da BR-163 Matupá a Guarantã do Norte

Obras deverão estar concluídas em 90 dias segundo Engenheiros do DNIT.

DNIT retoma obras de recuperação da BR-163 Matupá a Guarantã do Norte
Foto: Obras na BR 163

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT, retomou as obras de restauração da rodovia BR-163 no trecho Ponte do Rio Peixoto Matupá sentido a Guarantã do Norte na divisa com o estado do Pará.

A empreiteira Vilaza Construtora está responsável pelos serviços de fresagem, ou seja, a remoção e reciclagem do pavimento danificado para posterior aplicação de nova capa asfáltica em todos os pontos mais críticos da pista.

Este é um processo de reconstrução parcial da estrutura do pavimento. Pelas informações dos engenheiros da Vilaza, o trecho da BR-163 Matupá-Guarantã do Norte deverá estar revitalizado integralmente em 90 dias, onde os trabalhos executados tornarão a estrutura do pavimento mais uniforme e resistente, tendo em vista o grande fluxo de tráfego de veículos pesados que fazem o transporte de grãos do Vale do Peixoto.

Homens e máquinas trabalham para revitalizar a rodovia Cuiabá-Santarém e o DNIT já passou por Terra Nova do Norte, Peixoto de Azevedo e agora Matupá e Guarantã do Norte.

Nestes trechos são observados o aumento de buracos, ondulações, deterioração do asfalto, erosões as margens da pista, entre outros problemas que deverão ser sanados.

Os condutores de veículos que utilizam a Cuiabá-Santarém acreditam que este trabalho desenvolvido pelo DNIT seja de melhor qualidade, garantindo assim sua maior durabilidade, fator positivo para fluidez e segurança na BR-163 na ligação dos municípios de Peixoto de Azevedo, Matupá e Guarantã do Norte.

Aproveitando ao máximo o breve período de estiagem as obras prosseguirão e é importante que os motoristas fiquem atentos e respeitem a sinalização orientativa de trânsito que está sendo controlado pelo sistema Pare e Siga. As obras acontecem neste momento nas imediações da Ponte do Rio Peixoto e entrada do Frigorífico Frialto.

Continue Lendo

Mais lidas da semana