No dia da criança, vereador sugere uso de chicotadas no lombo para educar filhos

Publicado dia 13/10/2017 às 08h34min

O vereador por Lucas do Rio Verde, Airton Callai (PSB), causou polêmica e dividiu opiniões com uma postagem em sua rede social.

O vereador por Lucas do Rio Verde, Airton Callai (PSB), causou polêmica e dividiu opiniões com uma postagem em sua rede social, nesta quinta (12), data em que se comemora o dia das crianças. Na mensagem, o parlamentar deixa claro que apoia o uso de castigo físico como maneira de educar os filhos.

Na publicação o parlamentar menciona que irá sortear um chicote, se referindo ao instrumento como um presente para o futuro das crianças, mas para usados pelos pais para, supostamente, baterem nos filhos que desrespeitam os mais velhos. “Neste dia 12 de outubro vou sortear um presente para o futuro das crianças, principalmente para aqueles que trucam os pais, os professores, os mais velhos, estes anjinhos que acham que tem direito sempre a última resposta”, publicou.

Conforme Callai, quando necessário, o ato de corrigir com castigo fisicamente contribui para que os pequenos se tornem adultos dignos. O vereador também acredita que apenas o diálogo como ferramenta para a educação não funciona. “Garanto que duas ou três puxadas bem dadas no lombo - quando merecer - cura tudo isso e ensina a ser gente. E não me venha com essa de conversar que doma racional para mal educado não funciona nem com cavalo”.

Beatriz Fagundes se mostrou indignada com as palavras do líder político. Ela escreve que a agressão não torna um ser humano melhor, e sim só gera traumas. “Eu seria uma adulta muito melhor se, ao invés de os meus pais me baterem, eles conversassem e explicassem as coisas de outra maneira. Bater só machuca, não educa porra nenhuma”, diz.

Natan Matias também foi contrário ao que Callai publicou. O rapaz retrucou o parlamentar devido ao número de comentários demostrando as opiniões da população. “Isso aqui é um tipo de piada que eu não achei graça? É tanta coisa sem cabimento nesse post que eu não sei nem por onde começar”.

No entanto há pessoas que mostraram apoio à Callai. “Levei várias correções de vara estou hoje muito agradecida por que não fique com nenhum trauma. É só sacanagem de quem não quer ter compromisso com nada”, escreveu Fatima Longo. Joel Bonaldo também apoia o método para educar. “Apoio totalmente, quem não corrige quando são pequenos terá muita decepção no futuro”.

Lei Menino Bernardo

A Lei 13.010 foi aprovada em 26 de junho de 2014 e diz que as crianças e os adolescentes devem ser educados sem o uso de castigos físicos ou de tratamento crueis, como formas de correção, pelos pais, pelos integrantes da família ampliada, pelos responsáveis ou por qualquer pessoa encarregada de cuidá-las.

De acordo com o artigo 129 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), os agressores podem perder a guarda da criança. Podem também ser advertidos, encaminhados aos programas oficiais ou comunitários de proteção à família, a tratamento psicológico ou psiquiátrico, a cursos ou programas de orientação. Além disso, podem ser obrigados a providenciar tratamento especializado à criança.


Fonte RD News


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Notícia Vip, não reflete a opinião deste Portal.