Redes Sociais
Redes Sociais

Colíder

Novo decreto vai restringir venda de bebidas e proibir festas domiciliares em Colíder

As festas domiciliares foram apontadas como o grande vetor de transmissão do vírus nas pessoas infectadas em Colíder.

Novo decreto vai restringir venda de bebidas e proibir festas domiciliares em Colíder
Foto: Divulgação

O prefeito Noboru Tomiyoshi juntamente com o Comitê de Prevenção e Combate ao Coronavírus está preparando um novo decreto referente às medidas de prevenção da doença.

Como o quadro está se agravando, com um colapso no hospital regional de Colíder, o prefeito sentiu a necessidade de intensificar as medidas.

De acordo com Noboru, o hospital regional está sem “insumos”. Não tem por exemplo, medicação para sedar o paciente que precisa ser entubado. “Então nem sedativo para sedar uma pessoa e entubar estamos tendo. Muitas pessoas que trabalham no hospital regional também trabalham nos PSF’s e estamos com mais de 50 profissionais afastados, em isolamento. Dois enfermeiros estão internados no hospital com a doença”, explicou Noboru.

Uma funcionária de um frigorífico teve o quadro agravado e precisou ser transferida para um hospital em Goiânia, por falta de vaga em Mato Grosso. O transporte foi por conta da empresa.

“Diante dessa situação, onde tivemos mais de 30 casos confirmados aqui em Colíder nesta segunda-feira já vamos para 160 casos de Covid-19. A situação vem se agravando e vai chegar uma hora que nem recurso financeiro nem influência política vão importar mais”, afirmou Noboru.

O prefeito destacou que os comerciantes devem se preparar porque será proibida a comercialização de bebidas para o consumo no local. “Vamos dar um tempo para eles venderem a cerveja que já está gelada para que não percam o estoque e venham a se adequar porque depois que for proibido vamos fiscalizar bares e lanchonetes, bem como padarias, mercados e conveniências”.

O comércio de bebidas alcoólicas para consumo fora do estabelecimento está autorizado desde que o produto esteja em temperatura ambiente.

“Estamos preparando um novo decreto que está sendo finalizado e o funcionamento dos bares que era permitido até as 19h agora fica terminantemente proibido. As praças, o lago e as academias também estarão proibidas de funcionar bem como casa de shows, tabacarias e celebrações religiosas”, disse o prefeito.

As feiras livres terão um controle de entrada para regular o fluxo das pessoas dentro do recinto. “Pessoas acima de 60 anos estarão proibidas de trabalhar na feira e também de frequentar. Salgados também serão proibidos de consumir no local”.

As festas domiciliares foram apontadas como o grande vetor de transmissão do vírus nas pessoas infectadas em Colíder. A partir do decreto, estarão terminantemente proibidas.

O descumprimento das determinações constitui infração sanitária grave e é passível de multa na seguinte proporção:

I - R$ 1.000,00 (mil reais) ao proprietário do imóvel;

II - R$ 1.000,00 (mil reais) ao organizador do evento;

III - R$ 150,00 (cento e cinquenta reais) individualmente por presente no caso festas e eventos particulares.

Restaurantes, padarias e lanchonetes só poderão atender no delivery após as 18h. O almoço será permitido funcionamento normal.

As atividades físicas são incentivadas, mas segundo prefeito, as pessoas não estão sabendo utilizar, estão caminhando sem máscaras, em grupo, sem distanciamento. Será permitida apenas de forma individual. Lago e praça serão locais proibidos por terem calçadas muito estreitas.

Será disponibilizado um número de telefone para receber denúncias de quem estiver descumprindo o decreto.

Comentários
Aviso Importante: Qualquer texto publicado na internet através doNotícia Vip , não reflete a opinião deste site ou de seus autores e é de responsabilidade dos leitores que publicam.

UNIÃO DO NORTE

Vereadora Eliege continua trabalhando para garantir estradas em União do Norte

Vereadora e Moradores se unem para buscar construção de pontes e bueiros nas estradas rurais

Vereadora Eliege continua trabalhando para garantir estradas em União do Norte
Foto: Vereadora Eliege na Ponte do Trav. 02
A vereadora Eliege Krul segue defendendo a população do distrito União do Norte, quer seja na Tribuna da Câmara, na Imprensa e com mais assiduidade através da Promotoria de Justiça da Comarca de Peixoto de Azevedo.
 
Neste final de semana a parlamentar esteve no Travessão 02 onde a Secretaria de Obras fez a construção da ponte de madeira em atendimento a um termo de compromisso assumido junto ao MPE, a Legisladora e as dezenas de famílias que estavam praticamente ilhadas nas comunidades dos travessões 02 e 03 por conta da queda de pontes ocasionada pela falta de manutenção e fortes chuvas deste ano.
 
Duas pontes foram construídas nas ligações dos travessões onde concentra-se um grande número de agricultores familiares, bem como por onde passa o transporte escolar e é feito o escoamento dos produtos hortifrutigranjeiros.
 
“Em partes estou satisfeita. Essa cobrança tem mais de 2 anos e só foi parcialmente resolvida por conta do acionamento da promotoria de justiça e uma grande mobilização dessas famílias que estiveram pessoalmente na sede do Ministério Público, a exemplo da Ação Civil Pública que eu mesma movi para que as pessoas tivessem o direito de ir e vir. Não darei descanso a esta gestão até que ela faça obras mais duradouras, ou seja que se construa pontes, bueiros e galerias de concreto”, mencionou a Vereadora Eliege Krul.
 
A parlamentar garantiu que será intransigente para que os 11 projetos de assentamentos rurais tenham estradas trafegáveis e sejam respeitados como território integrante do município de Peixoto de Azevedo e que ajuda no desenvolvimento econômico local.
Ver Mais

Terra Nova do Norte

Armazém Sastre de Terra Nova do Norte Anuncia Expansão

Capacidade de recebimento de grãos será aumentada de 1,6 milhão de sacas

Armazém Sastre de Terra Nova do Norte Anuncia Expansão
Foto: Foto: WV Produções

No sábado, 4 de maio, Terra Nova do Norte foi palco de um evento memorável para a comunidade agrícola local. O Armazém Sastre, sob a liderança do dedicado Murilo Sastre, reuniu produtores rurais, autoridades, funcionários e parceiros comerciais em uma celebração marcante. O motivo da festa foi o encerramento da safra de Soja 2023/2024, um período desafiador para os produtores.

O evento, que contou com um almoço especial, foi uma justa homenagem aos incansáveis esforços dos produtores, que, mesmo diante das adversidades da produção agrícola e das incertezas do mercado, conseguiram produzir grãos de excelente qualidade.

O Armazém Sastre, diante do impressionante volume de grãos movimentados durante a última safra, superando em mais de 2 vezes a capacidade inicial do armazém, Murilo Sastre, diretor geral do Armazém Sastre, anunciou uma expansão crucial. Com a construção de um armazém anexo, a capacidade de recebimento de grãos será aumentada em mais de 1 milhão de sacas, a capacidade que hoje é de 500 mil sacas será elevada para o total de 1.600.000 sacas. Um crescimento de mais de 200%.

Murilo enfatizou a importância do armazém, destacando que isso agiliza significativamente todo o processo. Segundo ele, com a proximidade estratégica do armazém e a capacidade operacional adequada, os produtores passam menos tempo aguardando o descarregamento dos caminhões. Isso permite que possam colher com tranquilidade, sabendo que garantimos eficiência, agilidade e capacidade para o recebimento, secagem e carregamento dos grãos.

Miguel Sastre, líder do Grupo Sastre, enfatizou sua sólida compreensão das adversidades enfrentadas pelos agricultores. Ele salientou que o grupo inclui a Agropecuária Sastre, fazenda situada em Terra Nova do Norte, onde também se cultiva grãos. Miguel ressaltou a importância de compartilhar dessa experiência e compreender as demandas dos produtores, garantindo que o Armazém Sastre permaneça sempre ao lado do agricultor

Valmor Marchioro, proprietário da Fazenda Pai e Filho, expressou sua satisfação com a notícia da expansão. Ele destacou a importância de um armazém com capacidade tão significativa de armazenagem próximo às lavouras, agilizando o processo de colheita. Além disso, elogiou o Armazém Sastre como uma empresa séria e confiável, fundamental para o sucesso dos produtores rurais da região.

A expansão do Armazém Sastre não apenas representa um marco na trajetória da empresa, mas também impulsiona o desenvolvimento econômico e agrícola da região do Nortão Matogrossense. Este passo audacioso reforça ainda mais a posição da empresa como um parceiro indispensável para os produtores de grãos locais, promovendo um futuro próspero para a comunidade agrícola do Nortão.

Ver Mais

UNIÃO DO NORTE

Agripac busca apoio do Senar-MT para Assistência Técnica em Olericultura

Associação de Pequenos Produtores terá suporte de assistência, consultoria e monitoramento da produção.

Agripac busca apoio do Senar-MT para Assistência Técnica em Olericultura
Foto: Reunião com Agricultores
A Associação de Mini e Pequenos Agricultores do PA Cachimbo em parceria com o Sindicato Rural de Matupá e o Senar-MT realizou nesta quinta-feira (16) reunião de trabalho para discutir a viabilização de Assistência Técnica na Cadeia Produtiva de Olericultura junto aos mais 150 agricultores familiares associados e demais interessados dos 11 Projetos de Assentamentos Rurais do município de Peixoto de Azevedo.
 
Segundo a Presidente da Agripac, Liliane Vieira, a associação tem atuado de forma responsável buscando estabelecer parceria viável, segura e confiável, algo encontrado no Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso.
 
Mais de 50 pequenos produtores rurais de União do Norte estiveram presentes na sede da instituição para ouvir o Supervisor Regional do Senar-MT, Luiz Eduardo Cantão Veloso e o representante do Sindicato Rural Alex Silvério.
 
Com a adesão dos associados da Agripac ao plano de trabalho de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) haverá a aplicação de conhecimento técnico na produção rural garantindo maior produtividade, redução de custos e crescimento da renda do produtor.
 
A missão do Senar-MT é garantir assistência técnica que sempre é desenvolvida por profissionais capacitados que farão visitações e acompanhamentos técnicos que impactarão no aprimoramento do trabalho dos produtores rurais, por meio da difusão tecnológica, do conhecimento técnico, consultoria e assessoramento na administração do negócio e no melhor planejamento das atividades e boas práticas no campo.
 
“Estou extremamente feliz com a presença maciça dos agricultores interessados nos Serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER). A consolidação desta proposta de trabalho causará uma série de benefícios a curto e médio prazo, na gestão, produção e comercialização dos alimentos. Agradeço imensamente o Sindicato Rural e o Senar-MT por estarem fomentando o conhecimento e ajudando a Agripac nas cadeias produtivas agroecológicas”, disse a Presidente Liliane Vieira.
Ver Mais

Mais Vistas