Redes Sociais
Redes Sociais

Direto da Redação

TV Assembléia visita Projetos de Mineração, Piscicultura e Ranicultura

Comissão Ambiental da AL/MT esteve em Peixoto de Azevedo e Matupá para conhecer projetos empreendedores e sustentáveis.

A extração mineral no Vale do Rio Peixoto continua sendo uma das principais e maiores fontes de renda para as cidades da área de abrangência da Cooperativa de Garimpeiros – Coogavepe.

Atualmente são mais de 239 Permissões de Lavra Garimpeira outorgadas pelo Departamento Nacional de Produção Mineral – DNPM nesses municípios.

Além de gerar empregos, renda e aquecer a economia local, todo passivo ambiental é obrigatoriamente recuperado pelos garimpeiros com consultoria e assistência técnica dos profissionais da Coogavepe.

Neste contexto estão sendo desenvolvidos três tipos de projetos de recuperação de áreas degradadas, sendo: reflorestamento, piscicultura e fruticultura.

A fim de conhecer ‘In Loco’ a evolução e desenvolvimento desses projetos e cadeias produtivas, o Presidente da Comissão de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Recursos Minerais da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Deputado Dilmar DalBosco, esteve em Peixoto de Azevedo juntamente com a Equipe de Jornalismo da TV Assembleia e Técnicos do Núcleo Ambiental, visitando um exemplo extraordinário e referencial de recuperação dos impactos ambientais provocados pela mineração. Eles estiveram na Fazenda e Piscicultura Longo – localizada na Gleba ETA a 6 km da sede do município em uma região garimpada há mais de 25 anos.

Durante visitação a propriedade acompanhada também por uma delegação de 30 produtores da Itaituba/PA, o parlamentar, técnicos no Núcleo Ambiental e reportagem da TV Assembleia conheceram o projeto de criação de peixes da espécie Pirarucu e o processo de alevinagem, recria e engorda.

Antigas cavas de garimpo deram lugar a mais de 13 tanques de piscicultura com dimensões superiores a 7.000 M² e cerca de dez hectares de lâmina d’agua. A denominada Fazenda de Pirarucus conta atualmente com 12.000 peixes em fase desenvolvimento.

O empresário Vilamir Longo solicitou apoio do parlamentar na celeridade do processo de emissão ou dispensa de Licenciamentos Ambientais pela SEMA, linhas de credito governamentais para cadeia produtiva de piscicultura, assistência técnica por parte da EMPAER e a viabilização da construção de uma fábrica de ração e frigorífico através do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável Portal da Amazônia.

Dilmar DalBosco esteve no projeto de criação de rãs que está sendo desenvolvido em Matupá. A atividade iniciada em meados de 2002 com incentivos do extinto Programa de Apoio Direto ás Iniciativas Comunitárias (PADIC) se estagnou devido a falta de recursos governamentais para a fomentação da produção e a conclusão do abatedouro que se encontra até hoje inacabado. O empreendimento foi repassado pelo Governo do Estado a uma associação de produtores que retomara o Projeto de Ranicultura.

“Farei gestões junto ao Governo de Mato Grosso e a Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários para que efetivamente os ranários sejam reativados, pois a atividade é altamente lucrativa, quer seja para consumo humano e aproveitamento de seus subprodutos. Precisamos alavancar essa cadeia produtiva intensiva e higiênica de rãs para abate, industrialização e comercialização nos mercados Mato-grossense e Brasileiro”, destacou o Deputado Dilmar DalBosco.

Os vereadores Eduardo Feitosa e Josivânia Amorim parabenizaram a iniciativa do empresário e empreendedor Vilamir Longo, e reforçaram a solicitação ao deputado estadual para a desburocratização do processo de emissão de licenciamentos ambientais para piscicultura. Eles aproveitaram o ensejo para reivindicar o fortalecimento da Unidade Local da EMPAER em Peixoto de Azevedo visando a otimização da assistência técnica a campo, bem como a criação de ferramentas e mecanismos que possam ser contributivos ao financiamento do projeto junto as instituições financeiras com o aval do Governo do Estado de Mato Grosso.

Carne de Rã

A carne de rã é recomendada por médicos e nutricionistas, pois a taxa de gordura é de 3%, sendo a única carne produzida em cativeiro que possui os 10 aminoácidos básicos para o ser humano e com digestibilidade alta, por ser formada por moléculas de cadeia curta. O grande interesse por essa carne é devido principalmente ao fato de ser ela muito saborosa, satisfazendo aos gostos mais exigentes. Além disso, é rica em proteínas, sais minerais e vitaminas, e quase isenta de hidratos de carbono. É uma carne de cor branca-marfim, macia, de boa digestibilidade, excelente sabor, qualidade e alto valor energético, parecendo com a dos coelhos ou frangos ou a dos borrachos (filhotes de pombos ainda empenados), estando o seu gosto entre a dos frangos e a dos peixes.

A visita técnica da Comissão e Núcleo Ambiental da AL-MT na região aconteceu na área que já foi garimpada há mais de 30 anos localizada na Linha do Peixe, a 15 km da cidade de Matupá onde está sendo desenvolvido um dos maiores projetos de criação de peixes da espécie Pirarucu do estado de Mato Grosso.

De propriedade do garimpeiro, Valdecir Alves da Costa (Gauchinho), antigas cavas e crateados de garimpo transformaram-se em mais de 40 tanques e berçários para criação de peixes em uma extensão de 150.000 M² de lâmina de água. Atualmente são mais de 20.000 pirarucus distribuídos em alevinos, cria, recria e engorda. A meta é chegar a 150.000 unidades em 2016. O projeto privado de grande envergadura conta inclusive com uma fábrica de ração.

“Dentre as novas atividades do meio rural, a piscicultura destaca-se como alternativa de recuperação dos passivos ambientais provocados pelo garimpo e eficiente fonte de renda nas pequenas e médias propriedades rurais, por proporcionar variadas opções de comercialização, como a criação de alevinos, engorda de peixes ou lazer, como os pesque-pague e a pesca esportiva. No caso específico do Pirarucu, vislumbra-se a oportunidade de exportar a carne e o aproveitamento seus subprodutos de valor comercial potencial, como é o caso do couro. Quero evidenciar aos empreendedores Vilamir Longo e Valdecir da Costa que estarei na Assembleia Legislativa propondo ao Governador Pedro Taques leis que incentivem e consolide de fato esta importante atividade econômica”, enfatizou Dalbosco.

Os profissionais que atuam no quadro técnico da Cooperativa de Garimpeiros do Vale do Rio Peixoto – Coogavepe, Laura Reis Fuão (Engenheira Florestal), Sandra Paixão (Gestora Ambiental) e Josimar Passos (Biólogo) acompanharam as visitas desenvolvidas pela Comitiva da AL/MT e apresentaram os projetos de recuperação de áreas degradadas que estão sendo desenvolvidos pela COOGAVEPE junto aos seus mais de 4.600 cooperados.

Mais Fotos
Comentários
Aviso Legal: Qualquer texto publicado na internet através doNotícia Vip , does not reflect the opinion of this site or its authors and is the responsibility of the readers that publish.

Nortão

Prefeitos sensibilizam Juiz de Execução Penal que exclui Casa de Amparo da Lista de Leilões

Prefeitos de Matupá, Terra Nova do Norte, Novo Mundo e Peixoto de Azevedo reuniram-se com o Juiz Dr. Leonardo Pitaluga para retirada da Casa de Amparo em Cuiabá da Lista de Bens entregues pelo Ex-Governador Silval Barbosa e que iria para leilão em MT.

Prefeitos sensibilizam Juiz de Execução Penal que exclui Casa de Amparo da Lista de Leilões
Foto: Fachada da Casa de Amparo

O Prefeito de Matupá Valtinho Miotto conseguiu agendar no último dia 10 de setembro uma audiência com o Juiz da Vara de Execução Penal de Cuiabá-MT, Dr. Leonardo Pitaluga. Na oportunidade estiveram presentes os Prefeitos Valter Kuhn (Terra Nova do Norte), Antônio Maffini (Novo Mundo) e Maurício Ferreira de Souza (Peixoto de Azevedo) atual Presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Peixoto.

Esteve em pauta a solicitação e requerimento ao magistrado para retirada da lista de bens entregues na Delação Premiada do Ex-Governador Silval Barbosa, do imóvel urbano localizado nos terrenos 01 e 02, quadra 13, da Rua Amsterdã, Bairro Rodoviária Parque em Cuiabá-MT, onde há mais de 15 anos funciona a ‘Casa de Amparo’ aos pacientes encaminhados para exames de alto custo e procedimentos cirúrgicos de alta complexidade nas clínicas e hospitais da capital.

Os prefeitos apresentaram dados, relatórios e justificativas plausíveis e conseguiram sensibilizar o Juiz da Vara de Execução Penal, Dr. Leonardo Pitaluga, dos grandes prejuízos e transtornos para região extremo norte, composta por mais de 100.000 habitantes, e que conta única e exclusivamente com este suporte de apoio logístico, infraestrutura e auxílio no momento de prestar acolhimento humanizado aos cidadãos acometidos por algum tipo de enfermidade que dependa de atendimento clínico mais especializado.   

Na Casa de Amparo são atendidas diariamente mais de 100 pessoas e recentemente foram investidos em reformas e adequações mais de R$ 180.000,00 pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Peixoto. Além de hospedagem, a instituição oferta alimentação e transporte.

O pleito dos prefeitos foi aceito e na última sexta-feira (13) o Juiz Dr. Leonardo Pitaluga determinou que fosse retirado de leilão um dos imóveis entregues pelo delator premiado e ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa, ou seja, o prédio onde funciona a Casa de Amparo em Cuiabá-MT, avaliada em R$ 1,2 milhão e que seria leiloado no dia 18 de outubro.

“Diante disso, considerando os prazos bastante exíguos estipulados no plano de trabalho apresentado pelo leiloeiro nomeado por este juízo, determino a exclusão do aludido bem do edital a ser publicado nos autos, até que se decida definitivamente sobre o pedido então formulado”, afirmou o magistrado em sua decisão.

O Prefeito Matupaense Valtinho Miotto comemorou o anúncio da retirada do imóvel da lista de leilões, pois a Casa de Amparo que atende os municípios de Matupá, Peixoto de Azevedo, Terra Nova do Norte e Novo Mundo é essencial para que os munícipes possam ficar alojados, bem alimentados e acessem o transporte até as clínicas e hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde.

“Quero agradecer ao Meritíssimo Juiz Dr. Pitaluga pela visão humanitária e social. São pessoas que dependem destes serviços públicos para buscar o tratamento, a cura e a sua reabilitação no contexto da saúde. Esses cidadãos residem a centenas de quilômetros da grande Cuiabá, e contam com as Prefeituras para acessarem a medicina avançada de alta complexidade. Caso não houvesse a estrutura funcional da Casa de Amparo, com a mais absoluta certeza muitas pessoas padeceriam pela falta de condições financeiras para custear hospedagem, alimentação e o transporte. Com essa decisão a entidade continuará sendo bem utilizada e mantida pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde”, comentou o Prefeito Miotto.   

Continue Lendo

Matupá

Ponte de Concreto de R$ 7 milhões do Rio Braço Norte

A expectativa é de que a ponte de 150 metros de extensão lingando Matupá e Novo Mundo seja concluída ainda este ano

Ponte de Concreto de R$ 7 milhões do Rio Braço Norte
Foto: Prefeito Valtinho e Vereador Marcos Icassati

O Prefeito Valtinho Miotto e o Vereador Marcos Icassati estiveram acompanhando ‘In Loco’ as obras de construção da Ponte do Rio Braço Norte na MT-322, antiga Estrada Municipal W-10 em Matupá, importante via de acesso a MT-419 em Novo Mundo.

Estão sendo investidos mais de R$ 7,7 milhões nas obras de infraestrutura que segundo informações dos engenheiros da Empresa Engeponte poderão estar concluídas ainda este ano. São 150 metros de extensão em travessia de mão dupla.

Os pilares de concreto já foram implantados cortando o Rio Braço Norte e as cabeceiras da ponte estão na etapa final. Nos próximos dias a Prefeitura de Matupá formalizara uma parceria com a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (SINFRA-MT) para construir o aterro provisório viabilizando o lançamento das vigas de concreto para posterior execução dos serviços complementares de aparelhos de apoio, blocos, lajes e proteções laterais. O projeto segue os padrões de engenharia do DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes.

As obras além de melhorar as condições de mobilidade e logística na antiga W-10, hoje MT-322, irão proporcionar mais comodidade e segurança aos moradores de toda Gleba Liberdade (distritos de Flor da Serra e Alto Alegre), bem como, fomentará o setor produtivo de grãos, empreendimentos de mineração, empreendimentos do ramo florestal e a pecuária de corte e de leite, barateando os custos do frete e propiciando o encurtamento da distância em até 150 Km das cidades localizadas na região da grande Alta Floresta até a Rodovia BR-163.

Continue Lendo

Nova Santa Helena

Nova Santa Helena se prepara para o Censo 2020

Prefeitura irá auxiliar e apoiar ações em campo dos recenseadores na Coleta de Dados

Nova Santa Helena se prepara para o Censo 2020
Foto: Prefeita Terezinha recebe equipe do IBGE

Essa semana a Prefeita de Nova Santa Helena, Terezinha Carrara, recebeu em seu gabinete a equipe da Coordenadoria Regional do IBGE de Sorriso-MT para tratativas relacionadas a realização do Censo Demográfico 2020 no munícipio.

Na oportunidade estiveram presentes os titulares das Secretarias de Educação, Saúde, Finanças, Engenharia, Obras, e demais pastas, departamentos e repartições da Governabilidade Municipal.

Durante a reunião de planejamento e acompanhamento do Censo 2020, a Prefeita Terezinha Carrara destacou a importância do recenseamento para que a Gestão possa planejar, definir, priorizar e implementar as políticas públicas e os investimentos em todos os setores.

As atividades da pesquisa de campo irão ocorrer entre os meses de agosto e outubro do próximo ano. Nos levantamentos, serão colhidas informações sobre características dos moradores, domicílios, migração, nupcialidade, educação, trabalho e rendimento, entre outros temas.

“Aqui em Nova Santa Helena a Prefeita Terezinha Carrara formalizou o apoio incondicional ao IBGE, desta forma garantiremos a presença efetiva dos recenseadores nas residências do perímetro urbano e rural, de agosto a outubro de 2020. A Prefeitura irá nos fornecer o espaço físico, sinal de internet e o apoio logístico para que possamos aplicar o questionário eletrônico em todos os domicílios com coletas precisas, fundamentais e que retratarão a realidade socioeconômica e demográfica do município”, disse o Coordenador de Área do IBGE, Pedro Spoladore Ferreira dos Reis.

O Censo Demográfico e realizado a cada 10 anos e é a principal fonte de referência para o conhecimento das condições de vida da população, bem como norteia o planejamento das políticas públicas e tomadas de decisões de investimentos tanto pela iniciativa privada quanto pelos governos municipal, estadual e federal.

Continue Lendo

Mais lidas da semana