Redes Sociais
Redes Sociais

Peixoto de Azevedo

Prefeito e Vice assinam Contrato de Repasse para construir a Feira Livre do Agricultor Peixotense

Estão garantidos mais de R$ 1,1 milhão para construção do Centro de Comercialização de Produtos Hortifrutigranjeiros de Peixoto de Azevedo.

Prefeito e Vice assimam Contrato de Repasse para construir a Feira Livre do Agricultor Peixotense
Foto: Assinatura de Contrato de Repasse na CEF

O Prefeito de Peixoto de Azevedo, Maurício Ferreira de Souza e o Vice-Prefeito Gilmar Santos cumpriram agenda em Cuiabá-MT nesta quarta-feira (07). Eles estiveram na Caixa Econômica Federal para assinatura do contrato de repasse da ordem de R$ 960.019,27 – esse valor diz respeito a emenda parlamentar do Senador Wellington Fagundes (PL) para construção da Feira Livre Municipal as margens da rodovia BR-163.

O projeto arquitetônico está concluído e brevemente será feita a abertura do processo licitatório que credenciará uma empresa para edificar o complexo do centro de comercialização de produtos hortifrutigranjeiros Peixotense.

O Prefeito Maurício Ferreira de Souza enfatizou que existe uma contrapartida do município no valor de R$ 180.794,33.

“O projeto arquitetônico é bem arrojado e segue os padrões de engenharia e as exigências da Superintendência de Desenvolvimento do Centro Oeste - Sudeco. Será um espaço amplo, arejado, moderno e capaz de garantir aos feirantes qualidade no armazenamento, melhores condições sanitárias e no processo de comercialização”, salientou o Prefeito Maurício Ferreira de Souza.

Peixoto de Azevedo conta com 11 Projetos de Assentamentos Rurais, além das denominadas chácaras produtivas no entorno da cidade. A proposta da administração é fomentar e potencializar a agricultura familiar, desde o auxílio através de assistência técnica, mecanização da terra, diversificação de culturas, capacitação profissional, industrialização e comercialização. A meta é fortalecer as parcerias com a EMPAER-MT, Cooperativas e Associações.

O Vice-Prefeito, Gilmar Santos, agradeceu a disponibilização dos recursos financeiros por intervenção direta do Senador Wellington Fagundes junto ao Governo Federal. Para ele, a construção da Feira Livre Municipal na Travessia Urbana irá ser um cartão postal na entrada da cidade, de fácil acesso e também se tornará uma referência regional de político pública de valorização e incentivo a agricultura familiar.

O valor global da obra é de R$ 1.140.813,60.

Comentários
Aviso Legal: Qualquer texto publicado na internet através doNotícia Vip , does not reflect the opinion of this site or its authors and is the responsibility of the readers that publish.

Matupá

Secretaria de Agricultura irá revitalizar Viveiro Municipal e faz doação de mudas

Serão promovidas melhorias na estrutura do viveiro de mudas para otimizar sua operacionalidade e cumprimento do plano de trabalho.

Secretaria de Agricultura irá revitalizar Viveiro Municipal e faz doação de mudas
Foto: Viveiro Municipal de Matupá

A Secretaria de Agricultura de Matupá estará revitalizando o Viveiro Municipal localizado na Zona Regional. Segundo informações do Secretário Cleber Cardoso, a estrutura está deteriorada e precisa de reparos emergenciais, como por exemplo em toda tela de sombrite.

Também deverão ser executadas readequações nos canteiros de mudas e promovida uma limpeza em regra para ampliação das espécies, manejo, cultivo e organização do processo de distribuição.

“Já estamos levantando os custos para promover essas melhorias e garantir a funcionalidade de nosso Viveiro de Mudas. Gostaria de chamar a atenção dos sitiantes, chacareiros, assentados e da comunidade para doação de mudas de árvores ornamentais e frutíferas, que já estão quase que passando do tempo de remanejamento e plantio imediato. Solicito aos interessados que procurem a Secretaria de Agricultura para requerer e posteriormente fazer a retirada”, comentou o Secretário Cleber Cardoso.

A meta da Secretaria de Agricultura de Matupá é retomar a real finalidade e objetivo do Viveiro Municipal, disponibilizando mudas para arborização urbana, recuperação de áreas degradadas, renovação da mata ciliar das margens de rios e a fomentação da cadeia produtiva de fruticultura.

“Nosso propósito é formalizar parcerias com associações, sindicatos e cooperativas para promovermos projetos que possam garantir a arborização, reflorestamento e fonte de alimentos nas propriedades urbanas e rurais. Também estaremos de portas abertas para que as escolas públicas e privadas utilizem este espaço como ferramenta pedagógica no aspecto ecológico, florestal e de desenvolvimento sustentável”, disse Cleber Cardoso.

Continue Lendo

Mais lidas da semana