Redes Sociais
Redes Sociais

Mato Grosso

Casos de dengue sobem 300% em MT

Foram confirmadas três mortes neste mês de março no estado.

Casos de dengue sobem 300% em MT
Foto: Divulgação

Em meio ao temor da população devido a pandemia do coronavírus, os dados de uma doença "comum" ao cotidiano dos mato-grossenses também assustam. Um levantamento da Secretaria Estadual de Saúde (SES) registrou um aumento de 300% nos casos de dengue que foram notificados em Mato Grosso, no período de janeiro a março deste ano, em relação ao mesmo período de 2019. 

 
Conforme o boletim divulgado pela secretaria, foram registrados 11.127 mil casos de dengue. No mesmo período de 2019, foram notificados 2.775 mil casos da doença. Ainda conforme os dados, os casos notificados de chikungunya tiveram um aumento de 67 em 2020. No ano passado, foram registrados apenas 80 casos da doença no estado.
 
Já o zika vírus também teve um aumento de 75% neste ano. De acordo com o boletim epidemiológico, somente neste ano foram notificados 325 casos e, em 2019, foram confirmados 185 casos.
 
O levantamento foi feito em municípios com população acima de 100 mil habitantes. Somente neste mês de março, três pessoas morreram com suspeita de dengue no municípios de Sinop, Sorriso e Lucas do Rio Verde.

Nessa terça-feira (17), uma menina de cinco anos morreu depois de ficar internada no Hospital Regional em Sorriso ( 420 km de Cuiabá), com suspeita de dengue hemorrágica. O caso foi confirmado pela Secretaria de Saúde Estadual (SES).

Na segunda-feira (16), uma adolescente de 18 anos que estava internada no Hospital Regional de Sinop (a 503 km de Cuiabá), também morreu após ter suspeita de dengue hemorrágica. Conforme a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), a jovem Luciana Ferreira da Silva foi atendida no último sábado (14). Os médicos realizaram exames, e em seguida, a menina foi medicada e liberada.

Ela não apresentava sinais de infecção e recebeu as orientações médicas. No domingo (15), Luciana retornou a unidade afirmando que sentia fortes dores abdominais e teve seu quadro de saúde agravado.

Já na última quarta-feira (11), uma estudante de fisioterapia, 24 anos, que estava internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), em um hospital particular de Lucas de Lucas do Rio Verde (a 360 km de Cuiabá) morreu com suspeita de dengue.

Andressa Monalisa de Oliveira, havia dado entrada na unidade na terça-feira (10) e foi encaminhada para a UTI devido à gravidade do caso. Durante todo este período, ela não apresentou melhora no quadro clínico.

Os principais sintomas da dengue são febre, dores musculares, dor nos olhos, de cabeça, falta de apetite.

A Secretaria Estadual de Saúde orienta que no período de chuvas a atenção seja redobrada, principalmente nos quintais com os reservatórios de água, como os de água dos animais, caixas d’águas e vasos de plantas. Além de manter objetos que possam servir para armazenar água, como pneus, garrafas, latas e tampinhas virados.

Comentários
Aviso Legal: Qualquer texto publicado na internet através doNotícia Vip , does not reflect the opinion of this site or its authors and is the responsibility of the readers that publish.

Matupá

Secretaria de Saúde faz nebulização contra o mosquito aedes aegypti em Matupá

Ações de prevenção e combate ao mosquito transmissor da dengue, zika vírus, chikungunya e febre amarela são intensificadas neste período de chuvas.

Secretaria de Saúde faz nebulização contra o mosquito aedes aegypti em Matupá
Foto: Serviço de Nebulização - Bloqueio

A Secretaria Municipal de Saúde de Matupá através da Vigilância Epidemiológica está fazendo o trabalho de eliminação de possíveis focos do mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus, chikungunya e febre amarela. 

Os Agentes de Combate a Endemias desenvolvem a orientação à população sobre o aproveitamento deste momento de quarentena em virtude do Coronavírus para promoção de limpeza em regra no interior e nos quintais das moradias, afim de localizar e eliminar qualquer recipiente que acumule água e que são por si só potenciais criadouros do mosquito, como: latinhas, garrafas, copos plásticos, baldes, caixas de água e os demais que possam conter larvas do aedes aegypti.

Esta ação preventiva abrangerá todos os bairros e caso haja a constatação da existência do criadouro, imediatamente o proprietário do imóvel será notificado para providenciar a limpeza do local no prazo estabelecido pela legislação. Em contrapartida, os Agentes de Endemias executam os serviços de bloqueio e controle vetorial para que não haja a proliferação do mosquito.

A melhor forma de se evitar a dengue, chikungunya, zika vírus e a febre amarela é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor das doenças.

Dicas:

- Não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d’água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

Continue Lendo

Nova Santa Helena

Governador atende pleito de Prefeita e empreiteira irá construir a Ponte do Rio Parado na MT-320

Serão investidos mais de R$ 1,7 milhão na construção da ponte de concreto de 30 metros de extensão por 8 metros de largura.

Governador atende pleito de Prefeita e empreiteira irá construir a Ponte do Rio Parado na MT-320
Foto: Placa da Obra na MT-320

Depois de utilizar as redes sociais como ferramenta de reivindicação junto ao Governo do Estado e a Secretaria de Estado de Infraestrutura (SINFRA-MT), por meio de registro de fotos e filmagens da precariedade da situação da Ponte de Madeira sobre o Rio Parado na rodovia MT-320, ligando Nova Santa Helena ao município de Marcelândia, a Prefeita Santa Helenense, Terezinha Guedes Carrara, comemorou a chegada dos operários e contêineres para a montagem do canteiro de obras da empresa vencedora do processo licitatório, cuja ordem de serviço foi dada em meados de outubro de 2019 para a construção da ponte de concreto de 30 metros de extensão por 8 metros de largura nesta importante via estadual.

“A situação caótica da ponte de madeira estava causando transtornos ao escoamento da produção agropecuária, mas principalmente gerando insegurança a todos que por ela transitavam. Fizemos inúmeras parcerias com os produtores e desenvolvemos várias manutenções, reparos e revitalizações, porém, diante do grande fluxo de carretas pesadas o madeiramento acaba não suportando e se deteriora em pouco tempo. Já observamos longas filas de caminhões carregados de grãos aguardando a passagem com destino aos armazéns e secadores, e também registramos graves acidentes com vítimas fatais neste local. Usei sim as redes sociais e fiz os encaminhamentos ao nosso Governador Mauro Mendes e ao Secretário de Infraestrutura Marcelo Padeiro, que sensibilizados com a situação determinaram o início imediato das obras”, comemorou a Prefeita Terezinha Guedes Carrara.

Segundo a prefeita, deverão ser investidos R$ 1.759.574,85 e já se observa a montagem do canteiro de obras da empresa Rivoli do Brasil SPA. Pelas informações constantes na placa, o prazo de execução encerra-se Novembro de 2020.

“Esta obra é prioritária para toda essa região, temos um grande potencial agropecuário e que cresce a cada ano. Convivermos com dificuldades na logística de escoamento da produção e aceitarmos que vidas sejam ceifadas por falta de uma infraestrutura segura, confiável e de qualidade, não condiz com os compromissos assumidos pelas esferas de governo. Mesmo em se tratando de uma rodovia estadual, colocamo-nos a disposição para contribuir no que for necessário. Agradeço ao Governador Mauro Mendes e ao Secretário de Infraestrutura, Padeiro, por ter acionado a empreiteira para iniciar e concluir as obras dentro do que está previsto no projeto de engenharia”, salientou a Prefeita Terezinha.

Continue Lendo

Saúde

Idade média de pacientes diagnosticados com Covid-19 em MT é de 42 anos

25 casos foram confirmados no estado até esta terça-feira.

Idade média de pacientes diagnosticados com Covid-19 em MT é de 42 anos
Foto: Divulgação

Dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES) divulgados nesta terça-feira (31) mostram que a idade média dos pacientes diagnosticados com Covid-19 em Mato Grosso é de 42 anos.

Conforme o secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, 25 casos foram confirmados no estado até esta terça-feira.

Desde total, segundo boletim divulgado pela SES, 50% são homens e 50% mulheres.

Oito pacientes que testaram positivo para o coronavírus estão internados, sendo que quatro deles em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e os outros quatro em enfermarias.

Os outros 17 pacientes são tratados em casa, com medidas de isolamento.

Os casos suspeitos são tratados pelo estado como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), que inclui a Covid-19 bem como outros tipos de Influenza.

Dos 25 casos de Covid-19, 18 foram registrados em Cuiabá, dois em Várzea Grande, um em Nova Monte Verde e quatro em Rondonópolis.

A Secretaria Estadual de Saúde não repassa mais a informação sobre a quantidade de casos suspeitos, ficando a cargo dos municípios essa informação.

Continue Lendo

Mais lidas da semana